Novo tempo para a catequese na Arquidiocese de Florianópolis

Desenho-sobre-iniciação-à-vida-cristã

A Arquidiocese de Florianópolis inicia em 2016 um novo processo de Iniciação à Vida Cristã, que corresponde aos sacramentos do Batismo, Eucaristia e Crisma. Este método tem como inspiração o processo realizado no início da Igreja que era chamado de Catecumenato. Na época, a pessoa que queria tornar-se cristã se aproximava da comunidade e começava um processo de conhecimento e de experiência com Jesus Cristo, através do contato com a Palavra de Deus e de ritos que a levava a uma profunda conversão e adesão.

Saiba como isso ocorrerá:

O que vai mudar? O jeito de entender e compreender a Catequese ou a Iniciação a Vida Cristã.

O processo inicia em 2016. Ou seja, quem iniciou antes disso ainda viverá o processo antigo.

Os pais que têm filhos que completam 09 anos em neste ano já podem inseri-los no processo novo.

Como se dará isso? É uma mudança de mentalidade em relação a Catequese. A Igreja quer os pais e a família presentes e ativos no processo de Iniciação. É necessário mudar a ideia de que basta frequentar a Catequese, a Missa ocasionalmente e receber o sacramento. O objetivo é levar o catequizando e sua família a um processo de conversão, de amadurecimento e de comprometimento com a proposta de Jesus Cristo. É preciso compreender, assumir e viver o que se acredita e se professa.

Assim quando os pais chegarem para fazer a inscrição da catequese será apresentado para eles a proposta da catequese. Os pais terão durante três meses (abril, maio e junho) dois encontros mensais e em julho as crianças serão oficialmente acolhida Iniciação a Vida Cristã. Em agosto começa uma nova etapa para as crianças e os pais. As crianças são acolhidas, em clima festivo e iniciam sua caminhada.

O processo passará por mudanças na questão de participação das famílias. Ele terá etapas e fases. Cada uma terá uma celebração envolvendo os pais, filhos e comunidade:

1º Tempo com os catequizandos – Pré-Catecumenato: Tempo de despertar para uma primeira aproximação e encantamento com a pessoa de Jesus Cristo. É tempo que precede o processo catequético propriamente dito. Chamado também de pré-catecumenato. Ao final desse tempo acontece a Celebração de entrada para o tempo da catequese.
2º Tempo com os catequizandos – Querigma – Catequese: É o tempo mais longo, pois é dedicado ao estudo bíblico-doutrinal e ao aprofundamento. Está estruturado em fases, celebrações e eixos temáticos. Nele, o catequizando é convidado a conhecer e a experimentar os principais aspectos da doutrina cristã. É conhecido como catecumenato. Acontecerá celebração de entrega da Palavra de Deus; da vida; natalina; oração do Senhor; mandamento do Senhor; da reconciliação.
3º Tempo de Iluminação e purificação: O catequizando, já introduzindo na experiência cristã e desejando tornar-se discípulo, é eleito pela comunidade eclesial para a iniciação sacramental. O eleito fará uma experiência de amadurecimento espiritual cuja finalidade é iluminar e purificar a mente e o coração para uma experiência do Mistério Pascal através dos sacramentos. Acontecerá a celebração das promessas do Batismo; celebração do Sacramento da Eucaristia; vivências pós-eucaristia.
 4º Tempo da Mistagogia: É o tempo litúrgico por excelência. Recomenda-se que seja vivenciado ao longo do tempo pascal. Iluminados pelos sacramentos recebidos, os iniciados são chamados a vivenciar a salvação oferecida por Deus na liturgia comunitária, fonte para a missão na Igreja e sociedade. Os catequizandos serão chamados a participar semanalmente da missa e os encontros devem acontecer a cada 15 dias.

 

Para a crisma também haverá tempos:

1º Tempo: Anúncio de Jesus

2º Tempo: Catequese

3º Tempo: Quaresma – Pascoa – Pentecostes e Sacramento da Crisma

4º Tempo: Mistagogia – Integração na comunidade

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *