Paróquia

Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição – Angelina

A Paróquia foi instituída no dia 8 de abril de 1921, por Dom Joaquim Domingues de Oliveira, Bispo da Diocese de Florianópolis. Naquela época, Angelina era um distrito do município de São José (SC), e até então fazia parte da Paróquia Santo Amaro.

Na provisão consta o seguinte: “Houvemos por bem separar e desmembrar da Paróquia de Santo Amaro o território que em seguida vai ser indicado e nele pelo presente Decreto erigimos e canonicamente instituímos uma nova Paróquia que se denominará da Imaculada Conceição de Angelina, cuja linha de divisão é a seguinte: Partindo do lugar barro Branco segue pelo espigão da serra de Congonhas e pelo Morro do Descanso até a confluência do rio Perdidas e do rio de Garcia; de lá pelo espigão da serra do Pinheiral e pelas vertentes dos rios Norte, São João, Bonito, Capivára e Mundeo até o ponto da partida”.

Contava Inicialmente com seis comunidades: Matriz, Perdidas (Atual Betânia), Garcia, Rancho de Tábuas, III Linha e Fartura, atendendo a partir do ano de 1925 comunidades do atual município de Rancho Queimado. A Primeira Igreja Matriz da Paróquia foi a Capela de São Carlos Borromeu, construída em barro no ano de 1863.

No dia 26 de fevereiro de 1927, para grande alegria da comunidade, chegaram as Irmãs Franciscanas de São José, em número de três (Irmãs Pelágia, Emanuela e Simplicia). Ali fundaram, com a devida licença do Arcebispo Metropolitano, um Colégio e um Noviciado de Irmãs, este instalado em 4 de outubro de 1927, com cinco moças aspirantes à vida religiosa. O Colégio, denominado Nossa Senhora de Angelina, foi inaugurado a 4 de agosto de 1929, iniciando suas atividades dois dias depois, com 30 alunos.

Em 16 de setembro de 1946, a capela São Carlos Borromeu foi desmontada para dar lugar à nova Igreja, que teria como primeira Padroeira Nossa Senhora da Imaculada Conceição, e São Carlos Borromeu como seu segundo Padroeiro. A construção foi feita em tempo recorde de 18 meses, chefiada pelos pedreiros de Nova Trento Francisco Cadorim, Domingos Daros e Guilherme Daros. A Igreja foi uma construção esplendorosa para a época: bem espaçosa, com duas torres de 35 metros de altura, vitrais belíssimos e pintura simples, mas que realçava as linhas da arquitetura.

Foi inaugurada em 23 de maio de 1948 com a presença de uma multidão, trazida por mais de 80 veículos motorizados. Milhares de pessoas esperavam com muita ânsia a abertura das portas desse novo templo em um pequeno vilarejo entre montanhas verdejantes. Após a abertura das portas, todos ficaram impressionados com sua beleza.

Em 11 de fevereiro de 2007, após belíssimo trabalho de restauração, sob a orientação do arquiteto Ari Acioli, foi reinaugurada a Igreja Matriz.

Atualmente, a Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição conta com 18 comunidades, abrangendo os municípios de Angelina e Rancho Queimado.

igrejapb1 joaquin