Liturgia dominical: Três é demais!

551886__holy-trinity-one-god_p1“Um é pouco, dois é bom, três é demais”. Na matemática divina, este dito não se confirma. Em Deus, na trindade, três é bom sim, aliás, três é o melhor que poderia acontecer à humanidade. Se um pode dar a ideia de individualismo e dois de uma relação exclusivista e estéril, três denota comunhão, abertura, movimento doação de si e acolhimento do outro. Como diz a juventude “Três é demais! É show! É massa! É tudo de bom!”. E é por conta deste modo impressionante de Deus ser que Moisés O exalta e convida o povo a exaltá-Lo: “Reconhece, pois, hoje, e grava-o em teu coração, que o Senhor é o Deus lá em cima no céu e cá embaixo na terra e que não outro além dele” (Dt 4,39). Moisés garante que guardar os mandamentos deste Deus atento e dedicado a seu povo é garantia de felicidade.
No Mistério da Trindade acontece o plano divino, do Pai que cria, do Filho que salva e do Espírito que ama, todos os três sintonizados numa atitude de entrega que extravasa todo limite num amor que jamais sucumbe e no qual fomos mergulhados no dia de nosso batismo. Deus-trindade nos atesta que nascemos para viver juntos, compartilhando a vida, superando obstáculos, vibrando com as conquistas. Este é o modo de ser do povo que se deixa guiar por Deus-comunidade. Celebremos, com alegria, a Festa de Deus que se faz comunhão e nos chama à unidade!

Fonte: Frei Gustavo Medella
Franciscanos – Província da Imaculada Conceição do Brasil

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *