Bispos do México anunciam coleta por danificados por terremoto

Os Bispos da Conferência Episcopal Mexicana (CEM) anunciaram a realização de uma coleta nacional em 23 e 24 de setembro, a favor das vítimas do terremoto de magnitude 7, 1, que provocou a morte de mais de 200 pessoas.

Em um comunicado publicado em seu site, os prelados mexicanos incentivaram a solidariedade, “através de uma coleta econômica, que podemos promover em nossas dioceses e comunidades. Sugerimos que se realize no fim de semana, nos dias 23 e 24 de setembro”.

Os bispos assinalaram que, com a atitude de generosidade dos últimos dias, pode-se constatar que “sem dúvidas que, quando tiramos de um mal a oportunidade de fazer um bem, o nosso coração se renova e cresce”.

“Nós, membros da Igreja Católica que peregrina no México, continuamos em oração e ação em favor das vítimas dos terremotos ocorridos em 7 e 19 de setembro, assim como pelas inundações provocadas pelos furacões e que atingiram fortemente grande parte do país , principalmente os Estados de: Morelos, Tlaxcala, Puebla, Guerrero, Oaxaca, Chiapas, Baixa Califórnia Sul, Estado do México e Cidade do México”.

 

Os prelados recordam que a prioridade permanece sendo “o resgate das pessoas presas sob os escombros. Não há dúvida que é belo constatar o apreço pela vida humana, especialmente quando se valoriza e respeita sempre e em todas as suas etapas”.

O trabalho de serviço da Igreja

Os bispos explicaram que “o trabalho coordenado e vinculado da Igreja é muito importante e está sendo realizado com todo o seu empenho, em duas formas”.

Nas dioceses afetadas: bispos, sacerdotes e leigos se organizam para atender de maneiras diferentes a emergência, disponibilizando paróquias e seminários como refúgios e centros de coleta, além de mobilizar outros recursos diocesanos para o cuidado das pessoas e, posteriormente, a reabilitação dos locais eclesiais.

Nas outras dioceses: diversos irmãos bispos de toda a República se solidarizaram, emitindo comunicados diocesanos, encorajando seus fiéis a apoiarem de várias formas, com oração, fazendo coletas especiais nas paróquias e canalizando tudo através de Cáritas Nacional (Mexicana).

“Os sacerdotes e as religiosas, junto com suas comunidades, estão acompanhando espiritualmente e atendendo psicologicamente os necessitados, assim como oferecendo apoio material nos lugares onde há a maior necessidade”, indicaram.

Além disso, os bispos recordaram que, em 19 de setembro, criaram um centro de operações em conjunto com a equipe da Cáritas Nacional para atender esta emergência.

“Continuamos encomendando a Santa Maria de Guadalupe, a quem invocamos como refúgio e auxílio de nosso povo, conscientes de que o seu Filho jamais nos abandona”, concluíram.

Fonte: Acidigital

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *