5 Santuários Marianos para você visitar em Santa Catarina

O estado de Santa Catarina é composto por belíssimas paisagens naturais que atraem milhões de turistas. Em meio às belezas naturais e as tradições folclóricas, há as diversas manifestações de fé e da religiosidade popular.  A mais conhecida é a Festa do Divino Espírito Santo, que representa a religiosidade e tradição trazida pelos colonizadores açorianos. Mas há também forte devoção a Nossa Senhora.

Deste modo, quem passa pelo estado não pode deixar de visitar os santuários marianos. Apresentamos aqui cinco deles que podem servir de guia nesta visita:

Santuário de Angelina


Localizado no centro da cidade de Angelina, a paróquia foi instituída em abril de 1921, por Dom Joaquim Domingos de Oliveira, Bispo da Diocese de Florianópolis.

A primeira Igreja Matriz foi a capela dedicada a São Carlos Borromeu, construída em 1863. Em 16 de setembro de 1946, a capela foi desmontada para dar lugar à nova Igreja, que teria como primeira padroeira Nossa Senhora da Imaculada Conceição, e São Carlos Borromeu como seu segundo padroeiro. Sua construção durou um tempo recorde, 18 meses, sendo inaugurada em 23 de maio de 1948, com a presença de uma multidão de fiéis.

No complexo religioso, encontra-se também a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, que foi fundada em 1899 pelo frei Zeno Wallbroehk. A imagem da gruta veio da Alemanha A subida até a gruta é comporta um percurso de 740m, meditados com as passagens da via sacra.

Santuário Nossa Senhora do Caravaggio

 

Pertencente a Diocese de Tubarão (SC), o Santuário Nossa Senhora de Caravaggio está localizado na cidade de Nova Veneza. Ele é fruto da colonização italiana na região, que teve início em 1891. As famílias vindas da Itália trouxeram de lá uma estampa de Nossa Senhora do Caravaggio, devido à devoção que lhes dedicavam. Anos mais tarde, Nossa Senhora ganhou um oratório onde as pessoas podiam se encontrar para rezar o terço. A devoção cresceu rapidamente e em 1896 foi construída uma capela de madeira dedicada à santa. Em maio de 1914, foi dado início a construção da primeira igreja de alvenaria e, em 1957, Dom Anselmo Pietrulla, Bispo, sugeriu a construção de um Santuário Diocesano. A sugestão tornou-se realidade já em 1963 com o início da construção do Santuário que foi inaugurado em 1º de outubro de 1967.

O último domingo do mês de maio acontece a grandiosa Festa e Romaria em honra a Nossa Senhora de Caravaggio. Neste dia os devotos vão até o santuário – muitos a pé – e demonstram sua fé em Nossa Senhora.

Santuário da Lagoa da Conceição

 

Na capital do estado, Florianópolis, está localizado o santuário da Imaculada Conceição. Construído em 1750, ele é um exemplo da arquitetura portuguesa em terras catarinenses. Mesmo com as transformações e sucessivas pinturas, preservou-se muito das suas características. Quem visita pode perceber que em volta encontram-se as casas de arquitetura típica da época da visita do Imperador Dom Pedro II, em 1847. Na ocasião desta visita, o Imperador doou à Igreja 800 mil réis para pagar a custódia de prata que ele havia encomendado para o templo religioso. Mais tarde, em 1861, em uma outra visita, o Imperador a presenteou com dois sinos que até hoje se encontram por lá.

Em 1974, por decreto do então prefeito de Florianópolis, Esperidião Amim, a Igreja foi tombada como patrimômio artístico, cultural e histórico do município. E em 8 de dezembro de 1999, elevada a santuário pelo Arcebispo de Florianópolis Dom Eusébio Oscar Scheid.

Santuário de Azambuja

O primeiro santuário catarinense fica na cidade de Brusque e é dedicado a Nossa Senhora de Caravaggio de Azambuja.

Nascido pela fé de um pequeno grupo de imigrantes, o santuário conta hoje com um “Vale de Graças”. Seu território é um verdadeiro complexo. Possuí um Seminário, inaugurado em 1927, com o objetivo de formar os futuros sacerdotes; Um museu de arte sacra, aberto ao público em 03 de agosto de 1960 e considerado, hoje, o maior museu de arte sacra do sul do Brasil; E um hospital, inaugurado em 29 de junho de 1902, tido como referência entre os estabelecimentos de saúde da região.

O Santuário também conta com uma gruta subterrânea dedicada à Nossa Senhora de Lourdes, além do Morro do Rosário, que possui imagens 15 mistérios do rosário, confeccionadas de cimento em tamanho natural Foi elevado à dignidade de Santuário Episcopal em 1º de setembro de 1905, após um crescente número de peregrinações ao local e atualmente é um local visitado por turistas e devotos de todo o Brasil.

Santuário Nossa Senhora dos Navegantes

Nossa Senhora dos Navegantes é aclamada em Santa Catarina com um belíssimo santuário localizado na cidade portuária de Navegantes, ao norte do estado.

A cidade de Navegantes e as regiões vizinhas eram habitadas por índios Carijós. Com a chegada do primeiro homem branco no Vale do Itajaí, João Dias de Arzão, em 1658, as terras passaram a atrair imigrantes portugueses, açorianos e colonos. Em 1850, houve um crescimento das manifestações religiosas no povoado, muitas em homenagem a Santo Amaro e São Sebastião. Após a doação de um terreno, em 1895, feito pela Sra. Maria Rita, foi iniciado o processo de construção de uma capela destinada a Nossa Senhora dos Navegantes. Com a permissão do bispo de Curitiba, as obras iniciaram em 1897 e a capela inaugurada em 02 de fevereiro de 1898.

A atual Matriz começou a ser construída em  8 de novembro de 1959, com a bênção da Pedra Fundamental, e inaugurada em 26 de agosto de 1962, com a criação da Paróquia de Nossa Senhora dos Navegantes por Carta-Decreto de Dom Joaquim Domingues de Oliveira, Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Florianópolis. No mesmo ano ocorreu a emancipação da localidade, desmembrando-se do município de Itajaí.

Em 18 de agosto de 1996, ano do centenário da chegada da imagem, a Igreja Matriz foi elevada a categoria de santuário por meio de Decreto do Arcebispo Metropolitano Dom Eusébio Oscar Scheid. O padre Alvino Broering, recebeu o título de 1º Reitor do Santuário.

Faça uma visita aos Santuários!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *