Dia do Padre

O Dia do Padre é comemorado no dia 4 de agosto. Dia de rezarmos especialmente por alguém que se faz presente em nossas vidas, que sempre tem uma palavra amiga, uma mensagem de encorajamento, um abraço afetivo, olhar afetuoso e mãos estendidas para nos oferecer. Um amigo singular, designado por Deus para nos conduzir pelo caminho mais correto e mais seguro. Um pai amoroso que nos aconselha e orienta nos momentos mais difíceis. Um médico dedicado que nos ajuda a curar nossas feridas e nos receita o melhor remédio para aliviar nossas dores. O Padre é visto há muitos e muitos séculos como um representante de Deus na Terra. Cabe a ele, entre outras atribuições, a celebração de eventos como missas, dar a comunhão para os seus fiéis e também é ele quem celebra momentos importantes como batizados e casamentos. Para aqueles que creem na Igreja Católica Apostólica Romana, a figura do padre se equivale e se assemelha muito a de um pai (“pai”, que inclusive é traduzido como “padre” em diversos idiomas). O padre na igreja é aquele que é capaz de interceder com sua autoridade por seus “filhos”, ou melhor, fiéis, para que Deus e Jesus Cristo seja com eles. Um pai espiritual dado pelo Senhor para nos guiar no caminho da salvação. Ser padre não é uma tarefa fácil! Deixar tudo é entregar-se completamente nas mãos do Senhor. Isso pede vocação, força e fé. O padre é um ser humano sujeito a tentações, fraquezas e também emoções e sentimentos. É claro que, em alguns casos, nem sempre os limites humanos são superados, mas a graça divina e a oração constante são a melhor ajuda para os momentos de dificuldade.

Feliz Dia do Padre em Especial, Frei João Maria, Frei Luís Antônio, Frei Nestor e Frei Paulo.

Share

Mês de Agosto, Mês das Vocações

 

Mês de Agosto, mês das Vocações:

Em cada um dos próximos domingos rezaremos por uma determinada vocação

 

Em 1981, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), na 19ª Assembleia Geral, instituiu agosto como o Mês Vocacional. De lá para cá, cada domingo do mês de agosto é dedicado à celebração de uma determinada vocação. No primeiro, celebra-se sacerdócio e os ministérios ordenados; no segundo, o matrimônio junto à semana da Família; no terceiro, a vida consagrada, e por fim, no quarto, a vocação dos Leigos.

O coordenador nacional da Pastoral Vocacional da CNBB, padre Elias Aparecido da Silva, explica o motivo deste mês especial:

“O objetivo principal é animar e reanimar as comunidades, paróquias e dioceses que rezem pelas vocações de forma especial incentivando as orações e promovendo as vocações em cada realidade e da sua maneira”.

Padre Elias ainda convida os fiéis a celebrar esse mês vocacional na sensibilidade da oração, colocá-lo como intenção no seu terço, no grupo de oração. Segundo o padre, cada um pode rezar do seu modo e promover a vocação em suas comunidades.

Fonte: https://pt.aleteia.org/2018/08/01/agosto-o-mes-das-vocacoes/
Share